Sergio e Baco, os considerados “santos católicos homossexuais”. Sua união amorosa acabou em tragédia